economia-compartilhada-ajuda-economia-4

Como a economia compartilhada ajuda você a economizar

A economia compartilhada é um novo modelo econômico que possibilita ampliar o acesso a bens e serviços a partir de um modelo de consumo sustentável, consciente e racional. 

Esse novo modo de divisão de bens, mais humano e colaborativo, ganha projeção rapidamente em todo o mundo. Segundo a pesquisa The Sharing Economy, realizada nos EUA pela Price Waterhouse Coopers, 44% dos consumidores norte-americanos já estão familiarizados com a economia compartilhada, especialmente nos setores de mídia, transporte e hospedagem.

Você já sabe o que significa economia compartilhada? Neste artigo, você poderá conhecer melhor esse novo conceito e entender como ele pode ser aplicado no dia a dia. Confira!

Entenda o que significa o conceito de economia compartilhada

A economia compartilhada é um novo sistema social e econômico que envolve atividades humanas voltadas à produção de valores de uso comum. Ela se baseia na divisão de bens e espaços com ênfase no uso, e não na posse, bem como em novas formas de organização do trabalho, mais horizontais que verticais. O seu fundamento está nas transações do tipo P2P, de pessoa para pessoa.

Com a redução expressiva em seu poder de compra, as pessoas passaram a buscar alternativas para reduzir custos e encontraram a solução no compartilhamento. Esse movimento só foi possível graças aos avanços simultâneos da tecnologia, que facilitou a conexão de comunidades virtuais e a realização de transações via internet e dispositivos móveis.

A economia compartilhada favorece um estilo de vida colaborativo que permite reunir uma comunidade com o objetivo de compartilhar bens, serviços, espaços ou o próprio tempo. O objetivo é aproximar pessoas com interesses mútuos em um mesmo ambiente, formando assim uma rede de colaboração coletiva. Desse modo, um único bem de alto custo oferece valor a mais pessoas ao mesmo tempo, e todas saem ganhando.

Entre os benefícios da economia compartilhada, podemos citar:

* Democratização do acesso aos bens e serviços;

* Redução das necessidades de produção e dos impactos negativos no meio ambiente;

* Fortalecimento de comunidades;

* Incentivo ao consumo sustentável;

* Melhora na qualidade de produtos e serviços.

economia-compartilhada-ajuda-economia-6

Veja como a economia compartilhada vem mudando o mercado

Atualmente, a economia compartilhada já é bastante usada no mundo dos negócios. Muitas empresas utilizam esse modelo para criar sistemas disruptivos e mudar mercados tradicionais.

Uma pesquisa revela que 89% dos brasileiros que já experimentaram alguma modalidade de consumo colaborativo ficaram satisfeitos após vivenciar essa experiência. O levantamento foi feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Veja alguns exemplos de empresas que adotaram a economia compartilhada: 

Airbnb —  compartilhamento de casas alugadas; 

Uber e BlaBlaCar —  transporte de passageiros nas cidades a preços mais acessíveis; 

OLX, e-Bay, Mercado Livre e Enjoei — sites de compra e venda de artigos novos e seminovos.

Um bom exemplo de como esse conceito pode ser utilizado são os coworkings, espaços de trabalho nos quais diferentes empresas e profissionais dividem um mesmo local. Esses locais vêm crescendo rapidamente no Brasil e já estão presentes em 195 municípios brasileiros, segundo o Censo Coworking Brasil 2019.

Saiba como a economia compartilhada é usada nos condomínios

A economia compartilhada vem mudando também o modo de viver e se relacionar nos condomínios. Com esse conceito, o uso de áreas compartilhadas, como academia, lavanderia, escritório de coworking e áreas de lazer, é mais valorizado.

Já consagrado na Inglaterra, França e Holanda, o coliving implica uma convivência em espaços compartilhados. A possibilidade de convívio e facilidade de integração são características desse novo tipo de uso do espaço.

Por exemplo, em vez de utilizar um veículo sozinho ou pagar pelo serviço de transporte, por que não pegar carona ou fazer rodízio com seus vizinhos? Esse sistema pode ser usado para o deslocamento até o trabalho ou a escola dos filhos. 

Outra maneira de utilizar a economia compartilhada nos condomínios é criar um escritório de coworking. Para isso, pode ser usado o salão de festas ou uma sala ociosa com uma rede Wi-Fi.

A interação entre os moradores nesses espaços coletivos também favorece a formação de novos contatos profissionais, bem como o compartilhamento de ideias e experiências.

economia-compartilhada-ajuda-economia-2

Conheça a máquina de compartilhamento de água Purificatta

Muitos condomínios já têm estações de água compartilhada, que oferecem água de qualidade a um preço mais acessível. Hoje já são mais de 300 condomínios que foram beneficiados e cerca de 500 mil famílias agora podem beber água de alta qualidade a um custo muito menor. 

A máquina fica instalada em um ambiente comum entre todos os moradores do condomínio, em local acessível e seguro. Você só precisa pegar o seu recipiente de água e ir diretamente até a máquina, em qualquer horário do dia e quantas vezes você quiser. A máquina produz água pura e inteligente todos os dias.

Desse modo, os moradores não precisam deixar nenhum estranho entrar no condomínio ou em sua residência para entregar o galão de água. Basta apenas levar o seu próprio recipiente até a área comum de seu condomínio onde a máquina está instalada, com toda segurança e comodidade.

A máquina Purificatta oferece água perfeita para consumo. Diferentemente dos outros tipos de filtros, a água passa por uma membrana de osmose reversa, que retira a maior parte das impurezas, como metais pesados, sódio, vírus e pesticidas.

Outra etapa importante é a de lâmpada ultravioleta, que faz a esterilização e eliminação de bactérias. Esses processos deixam a água com menos sódio e livre de cor, odores e sabor.

Além de oferecer água de altíssima qualidade, outra vantagem desse sistema é a economia – a água tem custo até 60% menor em comparação com outras águas. Cada morador que decida utilizar a máquina paga uma pequena mensalidade.

Como vimos, a economia compartilhada contribui para tornar a divisão de bens, serviços e espaços mais acessíveis, colaborativos e sustentáveis, trazendo benefícios para as pessoas e a sociedade como um todo.

Você gostou desse artigo? Quer saber mais sobre como funciona a máquina Purificatta em condomínios? Acesse este formulário e baixe o nosso folheto completo.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Assine nossa Newsletter!

Leia Também