tratamento de água

Conheça o processo de tratamento de água da máquina

Ter acesso a água pura e de qualidade é fundamental para a saúde, bem-estar e qualidade de vida das pessoas. No entanto, com os problemas de abastecimento e infraestrutura verificados nos grandes centros urbanos, a população precisa cada vez mais buscar fontes de água confiáveis, que sejam livres de contaminação por bactérias, metais pesados e agrotóxicos.

Um exemplo desses problemas é a crise da água vivida no Rio de Janeiro, onde a água do rio Guandu, que abastece nove milhões de pessoas, está chegando às torneiras turva, com cheiro e sabor alterados, colocando em risco a saúde da população. Por isso, especialistas alertam para os riscos do consumo e recomentam que se opte por uma água tratada adequadamente.

Entenda o problema da crise da água no Rio de Janeiro

De acordo com a Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro (Cedae), o problema na água do Rio de Janeiro – detectado na primeira semana de janeiro — se deve à presença de uma substância orgânica chamada geosmina em amostras coletadas. Essa substância é produzida por um tipo de alga, responsável por mudar as características da água, deixando-a com gosto ruim e mau cheiro.

Embora a Cedae tenha feito defesas sobre a qualidade da água potável na capital fluminense, especialistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) alertam que há riscos à saúde da população. Afiram que:

“Há uma evidente degradação ambiental dos mananciais utilizados para o abastecimento público da região metropolitana do Rio. Essa degradação compromete a qualidade da água, dificulta seu tratamento e pode colocar em risco a população “.

Os ambientalistas ressaltam que, além da presença da geosmina, os despejos de lixo nos rios que desaguam no rio Guandu, assim como a falta de saneamento nessas comunidades ribeirinhas, são a origem do problema na qualidade da água.

Apesar de os técnicos da Cedae defenderem que a água do Rio esteja adequada ao consumo, os pesquisadores afirmam ser necessário ter cuidado com a ingestão dessa água, que chegou a ser comparada com uma roleta-russa, pelo risco que oferece.

tratamento de água

Saiba como funciona o processo de tratamento de água

A água é um bem natural essencial para as nossas vidas, ao qual todos devem ter acesso facilmente e por um baixo custo. Porém, é importante tomar água de boa qualidade e saudável, já que a da torneira traz uma quantidade significativa de agrotóxicos, metais pesados e bactérias.

Para resolver esse problema, a Purificatta trouxe uma ideia inovadora dos Estados Unidos: uma máquina que deixa a água altamente purificada, tornando-a perfeita para o consumo.

No processo de tratamento da máquina, a água passa por cinco estágios de processamento com filtros de polipropileno, carvão ativado e membrana de osmose reversa, e também por um estágio de esterilização com lâmpada ultravioleta. Esse processo faz a esterilização e eliminação de bactérias antes de a água ficar pronta para o consumo.

Conheça o processo de osmose reversa

Diferentemente dos outros tipos de filtros, na estação de tratamento Purificatta, a água passa por uma membrana de osmose reversa, que elimina 99,9% das impurezas, como metais pesados, sódio, vírus e pesticidas. A Purificatta é a única estação de tratamento de água do País a contar com essa tecnologia.

Osmose é um processo físico-químico de equilíbrio hidroeletrolítico no qual a água migra de um meio menos concentrado de sais para um mais concentrado, divididos por uma membrana semi-permeável.

tratamento de água

No processo de osmose reversa, uma pressão é aplicada para forçar a água ser filtrada através de uma membrana, concentrando os sais retidos. As membranas usadas nesse processo têm uma camada de barreira densa, feita de polímeros, onde a maior parte da separação ocorre. Na maioria dos casos, a membrana é projetada para permitir que passe somente água através dessa camada densa, enquanto previne a passagem de solutos.

Além de ser muito eficiente, a osmose reversa é o sistema de purificação que tem um baixíssimo consumo de energia elétrica. Clique aqui e entenda mais sobre esse processo. 

Veja outras vantagens da estação de processamento Purificatta

Por sua capacidade de purificação, a estação de processamento de água compartilhada Purificatta é certificada pelo INMETRO nos três parâmetros de avaliação: redução de cloro, remoção de partículas e eficiência bacteriológica. Como resultado, a água com até 90% menos sódio, mais leve, livre de cor, odores e sabor.

Conheça as vantagens da estação de água Purificatta:

  • Seis estágios de filtragem;
  • Lâmpada Germicida Ultravioleta;
  • Membrana de osmose reversa com poros microscópicos;
  • Eliminação de agrotóxicos e metais pesados;
  • Redução do sódio presente na água;
  • Troca dos filtros realizadas periodicamente;
  • Custo muito mais acessível que a água engarrafada;
  • Custo zero de aquisição.

 

tratamento de água

Além disso, o interessante é que essa máquina pode ser compartilhada com todos os moradores do seu condomínio a preços acessíveis. Com um pequeno valor mensal, o seu condomínio adquire a máquina e você recebe água de altíssima qualidade e ilimitada. O serviço não tem custo de instalação e nem de manutenção.

Os moradores têm acesso a relatórios semestrais sobre a qualidade da água extraída da máquina. Atualmente, mais de 300 condomínios já foram beneficiados com a estação de tratamento Purificatta e cerca de 50 mil famílias bebem água de alta qualidade.

Como vimos, os problemas no abastecimento de água, como o verificado no Rio de Janeiro atualmente, podem ser resolvidos com um tratamento adequado, capaz de eliminar a contaminação por bactérias, metais pesados e agrotóxicos. Novas tecnologias, como a osmose reversa, ajudam a solucionar o problema.

Você gostou desse artigo? Quer saber mais sobre a estação de água Purificatta? Então acesse o nosso folder completo!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Assine nossa Newsletter!

Leia Também