Plástico: o maior vilão ambiental do século XXI

Você já parou para pensar na quantidade de plástico que utiliza no dia a dia? E mais: os impactos que ele tem em sua vida e para todo o meio ambiente? Você sabia que nós já estamos sofrendo os reflexos desse consumo?

O plástico nos trouxe muita conveniência, mas também riscos graves à saúde, seja para a do nosso corpo ou mesmo a do planeta.

O preço pago pela praticidade do plástico é alto: muitos deles acabam se dissolvendo através do processo de lixiviação, liberando substâncias químicas extremamente nocivas.

Por isso, preparamos este artigo para você entender sobre como o plástico pode ser o maior vilão ambiental do século XXI.

Entenda os riscos do plástico para a nossa saúde

Assim como o meio ambiente, os seres humanos são expostos diariamente a um número alarmante de plastificantes químicos. O BPA é certamente o mais estudado entre eles e representante de grande risco.

O Bisfenol A (BPA) é uma substância que o plástico solta e que pode, entre outras coisas, levar ao câncer. Para o meio ambiente, os perigos também são grandes, representando já 80% do lixo acumulado no mar.

O BPA é uma substância perigosa que pode migrar para os alimentos através do simples contato. Estudos sugerem que, ao entrar em contato com o organismo, a substância pode afetar o sistema endócrino aumentando ou diminuindo a ação hormonal.

Em gestantes ou lactantes, esse risco é extremamente elevado, tanto para a mãe quanto para o seu filho. Os danos desse desequilíbrio são muitos: infertilidade, falta de crescimento, câncer, baixa imunidade, desordens neurais e metabólicas, entre tantas outras.

Conheça o perigo que o plástico representa para o meio ambiente

Dados divulgados pela ONU apontam que 80% do lixo acumulado nos mares é composto por plástico. Além disso, estima-se que em 2050 essa quantidade na água supere a de peixes. Atualmente, já existe mais plástico nos mares do que estrelas na galáxia.

O desequilíbrio causado por ele afeta diferentes esferas do nosso ecossistema. O consumo de embalagens plásticas, por exemplo, impedem que alguns animais mergulhem em águas profundas, dificultando a busca por alimentação.

Assim, a cadeia alimentar é diretamente afetada pelo perigo do plástico. O desequilíbrio gerado por isso aumenta exponencialmente algumas espécies enquanto extermina outras. Assim, chegamos em um efeito dominó que promete determinar o fim de muitas vidas marítimas.

plástico - purificatta

Pense no futuro e preze por um presente mais limpo

Para não atingirmos níveis irreversíveis, precisamos reencontrar o cenário ideal, que passa invariavelmente por uma vida com menos produção de plástico e lixo. A utilização de produtos circulares reutilizados e reciclados é um caminho.

Essa nova mentalidade precisa ser adquirida por toda a população. Por isso, para o futuro, é preciso lembrar que pequenas mudanças podem representar uma grande melhora. A consciência ambiental precisa nascer em cada um de nós.

E você, já utiliza alternativas ao plástico no seu dia a dia? Conhecia todos os danos que essa substância tão comum pode causar para a sua saúde? Já sabia do alcance do seu impacto ambiental? Então fique por dentro do nosso blog e leia mais matérias como esta.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Assine nossa Newsletter!

Leia Também