Entenda os riscos dos agrotóxicos para a sua saúde

Os riscos dos agrotóxicos são diversos e, muitas vezes, subestimados por boa parte da população, que ainda não adota os cuidados necessários para que o seu consumo seja reduzido no dia a dia.

Conhecer as consequências que esse tipo de substância pode trazer para as pessoas e para o meio ambiente é fundamental, pois muitas vezes as informações compartilhadas sobre o assunto são vagas e não trazem a real gravidade do problema.

A seguir, entenda qual o real alcance dos riscos dos agrotóxicos e porque você deve se preocupar com ele.

Descubra qual o real alcance dos riscos dos agrotóxicos

Antes de abordar como os agrotóxicos contaminam nossa água e nossos alimentos, primeiro é preciso entender como essas substâncias são nocivas para os seres vivos.

Dentre os 27 pesticidas encontrados nas redes de água brasileiras, 21 deles são terminantemente proibidos na União Europeia por conta das sérias consequências que podem trazer à saúde.

Os riscos dos agrotóxicos empregados sem o devido controle nos alimentos, por si só, já são preocupantes e exigem um intenso movimento de reparação, mas o alcance do problema pode ser muito mais amplo.

Quando inseridas de forma recorrente nas plantações, essas substâncias acabam contaminando o solo, rios e até os próprios animais que, futuramente, serão consumidos por humanos.

Além de prejudicar ecossistemas inteiros, os pesticidas consumidos por aves, peixes e pelo gado podem ser diretamente ingeridos por nós, em um processo capaz de gerar sérias consequências de saúde pública.

Entenda quais são as consequências dessas substâncias para as pessoas e para o meio ambiente

Os maiores riscos dos agrotóxicos muitas vezes se manifestam quando eles são ingeridos a longo prazo através da água, que muitas vezes pode trazer uma grande variedade de químicos e metais pesados extremamente nocivos para a saúde.

Entre as suas principais consequências, está um aumento expressivo no risco de câncer, infecções em geral, infertilidade e má-formação fetal, processos degenerativos graves, além de inúmeras condições crônicas, como insuficiência respiratória, autismo, entre outras.

Em relação ao impacto no ecossistema, é comum que animais submetidos aos riscos dos agrotóxicos também sofram com deformações congênitas, mas o maior problema reside na eventual infestação de fungos e surgimento de vírus letais, que podem facilmente atingir populações humanas e espalhar-se rapidamente.

Mantenha-se sempre atento ao assunto e evite os riscos dos agrotóxicos no seu dia a dia

De acordo com dados levantados pelo Ministério da Saúde e divulgados pela Agência Pública, 92% dos municípios brasileiros contam com suas redes de água contaminadas por pesticidas.

Além de alarmante, esse dado também demonstra como o tema ainda é relativamente desconhecido pela população – que certamente exigiria medidas mais rígidas de controle caso conhecesse melhor as consequências dessa realidade.

Enquanto a questão ainda não caminha para uma solução, é possível adotar medidas que reduzam os riscos dos agrotóxicos no dia a dia.

Por mais que os filtros de água tradicionais não sejam capazes de combater os pesticidas, os filtros de osmose reversa, que conseguem eliminar grande parte dessas substâncias, são cada vez mais comuns no mercado e representam uma solução econômica e sustentável para uso coletivo.

E você, já conhecia bem quais eram os riscos dos agrotóxicos? Quer saber ainda mais sobre o assunto e descobrir como garantir um consumo responsável da sua água? Então confira nosso Guia: A Importância da Qualidade da Água para Consumo!

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Assine nossa Newsletter!

Leia Também